Onde Ficar em Praga

Where to Stay in PragueA cidade está com problemas na Hotelaria, com mais leitos de hotéis do que Viena e, fora da época alta, não tem pessoas suficientes para as preencher. No entanto, isso pode funcionar a seu favor. Enquanto os preços permanecem elevados durante a época alta, essencialmente de Maio a Setembro ou Outubro, estes caem na época baixa, com preços reduzidos a metade ou um terço dos preços mais altos. Lembre-se que este período não é para todos. O inverno em Praga é lindo, mas é deveras frio e a luz do dia é um luxo.

Quando se trata de planear uma viagem, um dos aspetos mais importantes é saber onde ficar, e isso é verdade quando se vai a Praga. Tal como acontece com todas as cidades, a principal consideração é o que se pretende das férias e, por conseguinte, encontrar um hotel que fique perto das atrações que se deseja visitar. Portanto, o que as diferentes áreas de Praga oferecem e quais são os melhores hotéis para pernoitar ao redor dessas áreas?

Os bairros mais desejáveis para pernoitar são a Cidade Velha (Staré Město), a Cidade Baixa (Malá Strana), Újezd, a Zona do Castelo (Hradčany) e, possivelmente, a Cidade Nova (Nové Město). Os bairros localizados um pouco fora do centro, tais como Smíchov, Vinohrady e Žižkov, são facilmente acessíveis através do barato e eficiente sistema de elétricos e o metro de Praga, e são bem recomendados por aqueles com um orçamento mais baixo.

Para aqueles que procuram uma boa festa, então o lugar para pernoitar é a Cidade Nova (Wenceslas Square) ou a Cidade Velha – uma área com um número de bares, clubes e outras opções de entretenimento para os noctívagos.

Para aqueles que procuram um fim de semana romântico fora, então, sem dúvida, o melhor lugar para pernoitar é a área de Malá Strana (Cidade Baixa) ou Újezd, que está perto de uma série de excelentes restaurantes e também está bem ligado a outras áreas da cidade, o que significa que se pode apreciar todos os pontos turísticos e sons de Praga, sem se ter de suportar longos passeios de elétrico ou táxi, algo que pode efetivamente estragar umas férias românticas!

Staré Město (Cidade Velha) – Está no núcleo turístico de Praga (que é a Praça da Cidade Velha), à distância de cinco a dez minutos a pé da Cidade Nova ou do Bairro Judeu. Tudo, inclusive pontos turísticos, vida noturna, centros comerciais e restaurantes, está a uma distância muito próxima. As desvantagens são o estacionamento, os preços elevados e algum barulho.

Malá Strana (Cidade Baixa) – A área abaixo do Castelo, com becos de paralelepípedos evocativos que se estendem até à fronteira de Ujezd, é muito agradável. Com acesso fácil ao centro histórico (do outro lado da Ponte de Carlos), a Cidade Baixa é tão autêntica como a Cidade Velha, mas é menos lotada do que o outro lado do rio. Os hotéis podem ser muito caros, e alguns dos melhores hotéis em Praga estão localizados aí. Há também muitos bares e restaurantes de boa qualidade nas proximidades. Para obter acomodação, a rua Nerudova é a Nossa Escolha!

Újezd – Faz fronteira com a Cidade Baixa, e é a área localizada abaixo da Colina de Petrin. Conectada a elétricos e a uma curta distância da Ponte de Carlos, não é de todo uma má escolha. A paragem do elétrico de Ujezd fica em frente ao Funicular.

Nové Město (Cidade Nova) – A área perto da Praça de Venceslau, “Cidade Nova” significa apenas menos de 800 anos de idade. A área agita-se com a atividade diurna, apenas a um curto passeio da Cidade Velha, com muitas lojas ao redor. No entanto, acomodação é definitivamente mais económica do que os hotéis da Cidade Velha, e há uma boa opção para compras. A desvantagem é que se pode precisar de utilizar um elétrico ou metro para se deslocar, ou caminhar um pouco mais. Outros contras são os clubes barulhentos, as prostitutas ao redor da Praça de Venceslau e os cabarets com entretenimento noturno.

Hradčany (Castelo de Praga) – O bairro ao redor do Castelo de Praga, a área da Colina do Castelo, é pontilhado com hotéis caros (residências de luxo ou hotéis com suítes), jardins e edifícios históricos. Esta localização é melhor se pretender visitar o castelo durante a sua viagem, ou os seus ​​arredores pitorescos. A área do castelo inclui Pohořelec, onde está o Mosteiro Strahov, Úvoz (Escadas do Castelo) e o Novo Mundo (Nový Svět). A desvantagem é que estará longe da ação, com menos restaurantes e vida nas ruas.

Vinohrady – A área localizada acima da Praça de Venceslau (Museu Nacional), com ruas residenciais arborizadas. Apenas a um passeio de elétrico ou a pé do centro da cidade. Existem muitos ​​hotéis, pequenos bares, lojas e restaurantes a preços muito convidativos. A área não é tão amiga dos turistas, mas é bastante tranquila e está cheia de habitantes locais.

Smíchov – Uma área cosmopolita, com ruas de paralelepípedos ao longo de Vltava, ao sul de Malá Strana, bem como excelentes transportes públicos e bons centros comerciais (Centro Comercial Novy Smíchov). Pode chegar ao centro da Cidade Velha, de metro ou comboio, em apenas dez minutos. Contudo, não está a uma curta distância da Cidade Velh.

Zižkov – A área abaixo da colina de Vinohrady, Žižkov tem muitos hotéis com boas ofertas, embora os arredores sejam uma desvantagem, pois são algo sujos. A distância até ao centro da cidade é de até 20 minutos de elétrico ou metro, e não está a uma curta distância do centro da cidade. A área está repleta de excelentes bares e locais de música com um bom ambiente artístico.

Dejvice – No caminho do aeroporto, com arredores agradáveis, mas é uma área muito residencial. Não está a uma curta distância da Cidade Velha, mas não muito longe do Castelo de Praga. Através de elétrico ou metro pode chegar ao centro da cidade em 10 a 15 minutos.

Karlín – Tem a desvantagem de não oferecer os melhores arredores, mas edifícios deveras feios. A dez minutos do centro da cidade através de transportes públicos.

Há alguns hotéis económicos de 3 ou 4 estrelas nos arredores de Praga, que estão longe de praticamente tudo, e são tão mal servidos de transportes públicos que o transporte para o centro da cidade pode demorar mais de uma hora. Portanto, é aconselhável verificar se o hotel está próximo dum metro, ou pelo menos duma paragem de elétrico. A questão é que pode ficar num bom hotel por um preço baixo, mas separado da bela Praga, pela longa viagem até ao centro, e será forçado a comer no restaurante do hotel, pois não encontrará restaurantes ao redor do seu hotel.

Leave a Comment